Introdução ao branding: 5 passos para uma eficiente construção e gestão de marca

Por Júlia Graça Bardanachvili 

Ao pensarmos em determinados objetos, automaticamente nosso cérebro relaciona-­os ao nome de uma determinada marca. Um refrigerante? Coca-­cola. Chinelo? Havaianas. Os melhores exemplos mesmo são os das marcas Gilette e Band­Aid. Não falamos que precisamos trocar nosso aparelho de barbear: nós trocamos nosso Gilette. E ninguém diz que vai colocar um curativo adesivo para cobrir um pequeno ferimento: a gente coloca um Band­Aid. Esse processo não ocorre à toa. As marcas são idealizadas e construídas com o objetivo de serem fixadas na mente do consumidor. Elas existem para satisfazer as necessidades e os desejos das pessoas e expressar o que essas pessoas querem ser e ter. O nome desse processo de construção e gestão de marca se chama branding. Traduzindo do Inglês para o Português, “brand” significa “marca”. E o sufixo “ing” define continuidade, algo que está em processo. 

O branding, portanto, está ligado à idealização de uma marca. Por qual motivo ela existe, a quais necessidades ou desejos ela deve satisfazer, qual público-­alvo deverá atingir, quais os valores que vão guiá-­la, como realizará sua comunicação com seus consumidores e clientes e como quer ser identificada por eles. Todos esses fatores, sem exceção, precisam ser levados em conta na construção de uma marca. E, ao longo do tempo, eles precisam ser revisados para que haja respostas: a marca realmente atingiu seus objetivos iniciais? Houve uma boa gestão? 

Se você quer construir sua própria marca e começar um novo negócio, mas ainda tem dúvidas de como iniciá­-lo, seguem abaixo 5 passos que vão te ajudar a se planejar para realizar um branding bem eficiente. Confira! 

1) Defina estratégia, posicionamento e atributos

A definição da estratégia está relacionada aos valores que a marca deverá levar em conta, em que filosofia irá se basear e qual a sua visão de futuro. É preciso concretizar de que maneira ela quer ser percebida. O posicionamento é a promessa do produto ou do serviço que ela irá oferecer; o que ela faz e quem é o seu público. Os atributos são características qualificadoras e diferenciais que o empreendedor precisa determinar. Ética e confiabilidade, por exemplo, são atributos qualificadores e a maneira como a marca deverá se distinguir de suas concorrentes é um atributo diferencial. 

2) Construa (ou renove) a marca

Baseando-­se no que foi definido no primeiro passo, é preciso pensar em alternativas para o design da marca. O melhor a se fazer é fugir do “bonito x feio” e avaliar se ele comunica objetivamente os valores definidos e se é memorável, atraente e original. 

3) Desenvolva identidade

As identidades verbal e visual precisam ser concretizadas. A identidade verbal é a mensagem que orientará o discurso da empresa ­tanto no atendimento quanto na publicidade. Precisa ser pensada para cada público: clientes, funcionários, fornecedores, etc. Já a identidade visual deve ser algo exclusivo e deve envolver grafismo, cores, estilo, tipografia e linguagem, com o intuito de fazer qualquer pessoa identificar e reconhecer algum material da marca. 

4) Ative a marca

A sua marca precisa ganhar vida. Por isso, ela precisa ser ativada. Isto é, ela deve ser implementada de maneira planejada. O empreendedor deve associar o impacto da ativação com as dificuldades, custos e a verba disponível. É ideal que seja feito um plano de implantação para haver uma orientação adequada e eficiente. 

5) Inicie a gestão da marca

A gestão da marca deve sempre analisar se os atributos vêm sendo comunicados de maneira correta e uniforme. Isso engloba, por exemplo, arquitetura e decoração de loja e de materiais digitais. Para a marca estar sempre consistente ela precisa ser reavaliada periodicamente e, se for o caso, os ajustes necessários devem ser feitos. 

---

E aí, agora já está preparado para começar seu branding?

---

Este post foi escrito por Júlia Graça Bardanachvili, graduanda de Comunicação Social da UFRJ. Obrigado, Júlia!
http://www.linkedin.com/in/juliagb

Referências: 

  • http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2012/12/26/especialistas­dao­dicas­para­con struir­uma­marca­forte­e­reconhecida­no­mercado.htm
  • https://cocares.wordpress.com/2014/11/13/introducao­ao­branding/